Como instigar a criatividade na sua equipe

A criatividade na tomada de ação em uma empresa é uma questão de amadurecer a sua gestão estratégica de pessoas.
1. Converta problemas em perguntas
Um problema não instiga uma resposta. Uma pergunta, sim. Por isso, em vez de levar um problema para a sua equipe, leve perguntas. E para encontrar as corretas, não há segredo a não ser questionar.
Por exemplo, em vez de acusar que a meta não foi batida, pergunte aos gestores se eles têm tempo suficiente para cumprir com suas atribuições. Existe um plano de ação detalhado para o cumprimento das metas? Os prazos são realistas? As pessoas sabem suas prioridades? A equipe está completa? Foi treinada? Vê-se que está engajada na missão da empresa?
Da mesma forma, instigue sua equipe a traduzir os empecilhos em questionamentos, e você começará a criar uma força-tarefa habituada a pensar criticamente.
2. Não descarte as ideias de primeira
A forma mais fácil de matar uma ideia é dizer coisas como: “Não vai funcionar”, “Não estamos prontos para isso”, “Não é prático”, “Já foi feito”. Na pressa ou por pressão de oferecer uma ideia, a pessoa pode acabar expressando um pensamento desestruturado. Quando isso acontecer com alguém da sua equipe, você, como líder, pode recorrer ao GPS para encontrar uma saída.
G é para você começar dizendo do que gosta naquela ideia oferecida. Faça um comentário positivo para encorajar a pessoa a se soltar e a continuar dando ideias até que saia algo inteligente e estruturado.
P é para que você diga o que te preocupa na ideia. É nessa hora que o processo criativo ganha fôlego, porque acontece o embate. Se a ideia parecer boa, ela será defendida, talvez até por outra pessoa do grupo.
S é para as suas sugestões, e de todos os envolvidos. Se a ideia não parece exatamente interessante como está, pode perfeitamente ser adaptada.
3. Faça um brainstorm estruturado
A maioria pensa que não há regras para fazer um brainstorm. Basta reunir o pessoal e começar a pensar. Mas não é bem assim…
a) Explique como vai funcionar
Com os problemas convertidos em perguntas, selecione a primeira pergunta a responder;
Introduza a técnica do GPS (acima) para que todos façam contribuições construtivas;
Nomeie uma pessoa para anotar os comentários do brainstorm;
Escolha um lugar confortável e distribua post-its para escrever e comentar as ideias,
Estipule um tempo limite — recomendamos 15min por pergunta.
b) Aja como guia, não ditador
Intimidar não é desafiar, é inibir o processo criativo. E nós sabemos que a primeira ideia quase nunca é boa, mas abre espaço para vir uma segunda bem melhor. Portanto, use táticas:
Encoraje alternativas: “De que outra forma podemos fazer isso?”;
Estimule o pensamento visionário: “E se não houvesse limitações?”;
Proponha novas perspectivas: “Como explicar isso a uma criança?”;
Peça especificidade: “O que exatamente você quer dizer?”,
Esclareça os próximos passos: “O que faremos em seguida?”.
c) Discuta as ideias
Aproveite enquanto as ideias ainda estão frescas para entender o que as pessoas querem dizer com elas. O brainstorm não acaba quando as pessoas param de anotar suas ideias. Ele só está começando. Ao ler, questioná-las e evoluí-las, que despontarão comentários despretensiosos que podem guardar ótimas soluções. Por isso mesmo, deve haver alguém para anotá-los e trazê-los à tona mais tarde, caso faltem soluções. No fim, selecione as três ou quatro melhores para seguir em frente!

Fonte: https://medium.com/liderar-e-dificil/instigue-a-criatividade-do-seu-time-f0c8ef661d47